Plano de Investimento? Qual sua importância e como montar o seu

Se você quer investir o seu dinheiro e ampliar os seus rendimentos, o primeiro passo é criar um plano de investimento.

O planejamento, com a avaliação minuciosa do cenário econômico e objetivos pessoais é essencial para um plano de investimento bem-sucedido.

Para saber mais sobre esse assunto, entender a importância e aprender a como montar o seu plano de investimentos, acompanhe este post!

O quê é um plano de investimento?

plano de investimento evolucao

Um plano de investimento, seja pessoal ou empresarial, se trata de um documento elaborado para planejar a vida financeira.  Nele constarão estratégias de investimento e metas e prazos de curto, médio e longo prazo.

Dessa forma, com esse plano de investimentos em mãos será mais fácil atingir os objetivos traçados, uma vez que o gestor dos recursos poderá decidir onde alocar os recursos para maximizar os ganhos.

Qual a importância de um plano de investimento?

O plano de investimento é de suma importância para nortear as estratégias a serem tomadas pelo gestor em busca dos resultados almejados.

Além disso, esse planejamento irá ajudar a evitar riscos desnecessários em aplicações que podem ocasionar prejuízos, como investimentos pouco rentáveis, investimentos não compatíveis com o perfil do investidor, entre outras situações.

Quais os riscos de não fazer um plano de investimento?

Investir sem primeiro fazer um plano de investimento aumenta os riscos de se efetuar uma aplicação financeira de baixa rentabilidade. Como o  mercado financeiro é muito diversificado e com uma gama de investimentos disponíveis, devemos nos lembrar que a rentabilidade de cada um deles também varia muito.

Por isso, ao não fazer um plano de investimento, o gestor perde a oportunidade de estudar as opções e entender a rentabilidade de cada investimento antes de aplicar seu dinheiro. Essa postura pode trazer a frustração de ver o seu dinheiro preso em uma aplicação mal sucedida ao mesmo tempo em que descobre algum investimento semelhante com desempenho de rentabilidade maior.

A ausência de um plano de investimento também aumenta as chances de prejuízos em investimentos de alto risco. É quase uma regra absoluta do mercado financeiro: quanto maior a promessa de lucros, maior a chance de riscos. Por isso todo cuidado precisa ser redobrado antes de aderir a investimentos que prometem muitos ganhos em pouco tempo.

Vale ressaltar que o plano de investimento também pode evitar que o investidor cometa um dos erros mais primários do mundo das finanças, que é o de investir a quantia errada, comprometendo uma parcela muito alta do seu orçamento.

Qualquer que seja o objetivo financeiro, é sempre um erro gastar mais do que se ganha e isso pode atrapalhar – e muito – seus objetivos

Quais são os tipos de investimento?

plano investimento calculadora

A poupança foi, durante muito tempo, o tipo de investimento quase que unânime para a maioria das pessoas. Muitos acreditavam que apenas manter o dinheiro em uma conta poupança seria o suficiente para que essa quantia rendesse ao seu potencial máximo, com baixíssimo risco.

Mas a verdade é que esse tipo de raciocínio tem deixado de existir, cada dia mais, para aqueles que estão buscando alternativas para aplicar seu dinheiro, sem perder a oportunidade de valorizar seu capital.

Isso acontece porque o rendimento oferecido por essas contas não consegue acompanhar a inflação, o que provoca a desvalorização do dinheiro ao longo do tempo. E, para quem pretende investir, há outras alternativas para valorizar seu dinheiro, inclusive com uma segurança similar à da poupança. Algumas delas são:

1. Tesouro Direto

Cada dia mais popular, o Tesouro Direto se trata de um programa elaborado pelo Governo Federal, que possibilita que as pessoas físicas consigam negociar títulos públicos. Esses títulos são negociados online e de uma forma bem simples.

Essa modalidade de investimento funciona como uma espécie de empréstimo que o investidor faz ao Governo Federal. O governo toma emprestado o dinheiro por um prazo determinado e, como garantia, fornece um título de crédito que será resgatado pelo investidor na sua data de vencimento.

Na data de resgate do título, o governo devolverá o dinheiro investido com os devidos acréscimos de juros e correções.

2. CDB

Uma alternativa de investimento com alto grau de segurança é o CDB (Certificado de Depósito Bancário). Ela é semelhante ao Tesouro Direto, mas ao invés de serem títulos emitidos pelo Governo Federal, os títulos de CDB são emitidos por bancos, para que os mesmos possam captar recursos.

O investidor empresta dinheiro para um banco por um período determinado e, no final do empréstimo, o banco vai devolver o valor emprestado com o acréscimo dos juros.

Considerado um investimento muito seguro, o CDB possui aplicação assegurada pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que é o mesmo órgão responsável por proteger a poupança.

Assim, se a instituição bancária na qual você aderiu a um CDB vier a passar por algum problema que a impossibilite de honrar com o pagamento, o FGC cobre o seu prejuízo, garantindo que você receba uma parte ou a totalidade do investimento,caso esteja dentro do valor de garantia que é de até R$250 mil por pessoa em cada instituição ou conglomerado financeiro.

3. LCI e LCA

plano investimento calculo

A LCI e a LCA são outras alternativas de investimento. Assim como as alternativas citadas anteriormente (o Tesouro Direto e o CDB), a LCI e a LCA são aplicações de renda fixa, ou seja: investimentos para os quais é possível prever a rentabilidade dos títulos, antes mesmo de que a operação seja realizada.

Emitidos por instituições financeiras e bancos, a Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) são títulos que servem para a captação de recursos a serem utilizados nesses dois setores: agronegócio e imobiliário. Dessa maneira, ao investir seu capital nessa alternativa, você estará investindo nesses setores.

Essa modalidade de investimento também possui a cobertura do FGC. E outra vantagem desses títulos é que são isentos de Imposto de Renda e IOF para pessoas físicas.

4. Ações de empresas

Investir em ações de empresas também é uma das modalidades de investimento mais comuns no mercado financeiro e que vem ganhando popularidade nos últimos anos. Considerada uma das principais formas de investir para quem almeja rendimentos mais arrojados para o seu dinheiro, as ações de empresas possuem maior risco em comparação aos investimentos citados anteriormente.

Isso porque, diferentemente do Tesouro Direto, do CDB e das LCIs e LCAs, o investimento em ações empresariais é considerado de renda variável: como o mercado de ações é volátil, fica impossível garantir que uma ação vá se valorizar. Assim, apesar do potencial de gerar rendimentos bem superiores aos alcançados na renda fixa, há também o risco de perdas.

Como as ações representam uma fração do valor dos negócio, ao comprar uma ação o investidor se torna sócio da empresa. E então passa a desfrutar dos lucros com a valorização e venda das ações ou com o pagamento de lucros compartilhados entre os acionistas, o chamado dividendo.

5.Fundos de Investimento

Uma das alternativas de investimento que mais tem crescido nos últimos anos, o Fundo de Investimento é uma modalidade de aplicação financeira coletiva. Podemos considerar que tais fundos funcionam a partir de cotas, reunindo o capital de diversas pessoas (os cotistas) para ser aplicado em um determinado investimento.

A praticidade desse tipo de investimento é sem dúvidas o que tem gerado tamanho crescimento no número de investidores, uma vez que se estabelece como uma boa alternativa para quem não possui muito tempo para ficar operando o mercado financeiro.

Com o Fundo de Investimento, o investidor colocará o seu capital sob a responsabilidade do gestor do fundo, que será então o responsável por realizar as aplicações e também por acompanhar o mercado.

Investimento Coletivo Imobiliário: Vangardi Investimentos

plano investimento investidor

Não se pode afirmar que o financiamento coletivo seja algo novo. O chamado crowdfunding é bastante comum em diversos projetos, em especial em projetos culturais e sociais. Contudo, nestes casos ele não funciona como um investimento, mas sim como doação.

Porém, no caso do crowdfunding de investimentos, a pessoa que investe seu dinheiro em um projeto conta com um retorno financeiro no futuro.

Comprar um imóvel para obter dele uma renda com seu aluguel ou mesmo com uma revenda, nem sempre é viável. Por ser uma opção muito onerosa, na qual o investidor precisará despender de uma alta quantia de dinheiro disponível ou financiar a compra, a rentabilidade do investimento pode ser comprometida.

Com a opção dos Fundos Imobiliários, é possível fazer um investimento menor, que proporcione liquidez mensal, se tornando uma fonte de renda adicional.

Mas vale lembrar que, por se tratar de um investimento em renda variável, a rentabilidade do investimento fica sujeita a oscilações do mercado imobiliário e aos riscos envolvendo a Bolsa de Valores.

Ideal para quem busca investimentos com mais rentabilidade a médio e longo prazo, o crowdfunding de projetos imobiliários é uma alternativa inteligente de investimento. Com essa modalidade, o pequeno investidor ganha espaço para aplicar e ter rentabilidade no setor imobiliário, visto que pode adquirir apenas uma fração do imóvel que se ajuste ao seu orçamento.

Na Vangardi nossa missão é democratizando o acesso das pessoas às alternativas de investimentos seguras e com alto potencial de retorno. Por meio do crowdfunding imobiliário trazemos uma forma simples de investimento com a qual o investidor pode obter um retorno de até 15% ao ano em empreendimentos selecionados.

No nosso site é possível conferir a rentabilidade pré-fixada de cada projeto, o que ajuda a obter uma projeção mínima do que cada oferta poderá gerar de rentabilidade no futuro.

Como fazer um plano de investimento?

plano investimento reuniao

Certamente se você seguiu com a leitura até aqui, é porque está convencido da importância de montar um plano de investimento antes de realizar suas aplicações. Por isso, as linhas a seguir trarão as dicas de como fazer um plano de investimento. Confira:

Descubra o seu perfil de investidor

Este é o primeiro passo para montar o seu plano de investimento: descobrir qual é o seu perfil de investidor. Algumas pessoas possuem um perfil mais agressivo, outras, um perfil mais conservador. E, por meio desse balizamento, você consegue definir quais os tipos de investimento que mais combinam com você.

Essa definição será possível após descobrir o seu perfil de investidor, mas não sem antes entender também sobre os diferentes tipos de investimento: saber a diferença entre aplicações de renda fixa e de renda variável e como elas funcionam.

Os investidores de perfil conservador buscam, em geral, por investimentos de renda fixa, que são mais previsíveis e com chances de prejuízo baixíssimas, próximas a zero.

Os investidores de perfil intermediário buscam investimentos que  mesclam características de renda fixa e renda variável. Já os perfis arrojados focam nos investimentos de renda variável, mesmo cientes dos riscos maiores.

Observe sua situação financeira

Esse passo é fundamental para o sucesso do seu investimento: observar a sua situação financeira atual. Para investir de forma inteligente é necessário saber quanto dinheiro você tem para aplicar atualmente.

De maneira bastante realista, realize um orçamento pessoal para saber ao certo quanto dinheiro você consegue remanejar todos os meses para esse novo investimento.Não se esqueça de elencar todas as suas prioridades e os gastos fixos que são impossíveis de cortar.

Com esse rascunho em mãos, fica mais fácil traçar um plano de investimento que seja adequado ao seu orçamento e que te permita esperar pelo tempo de consolidação da aplicação, que geralmente é de médio ou longo prazo.

Considere informações como: seu salário (bruto e líquido); seus gastos fixos (compromissos mensais, como aluguel, alimentação, etc); seus  gastos variáveis; investimentos que já possui e o valor que você considera possível para investir mensalmente.

Busque conhecimento sobre o assunto

Estudar sobre investimentos é um passo fundamental para quem quer criar um bom plano de investimentos, Como investir não é uma tarefa fácil e intuitiva, quem almeja iniciar no mundo dos investimentos deve buscar conhecimento sobre o assunto.

Por mais que os riscos dos investimentos sejam baixos, estar bem informado ajuda a trazer mais clareza e consciência para a tomada de decisão.

Apesar da lacuna ocasionada pela ausência de matérias sobre educação financeira durante a formação escolar dos brasileiros, atualmente essa limitação pode ser contornada com sites, livros e até mesmo redes sociais voltadas para esse assunto.

Conte com ajuda qualificada

plano investimento terno

Voltamos a repetir que investir não é das tarefas mais simples. Por isso, se mesmo depois de ler, estudar e aprender mais sobre investimentos, você estiver inseguro, busque por uma assessoria e conte com ajuda qualificada.

Há no mercado profissionais que são especializados em prestar consultoria sobre investimentos. E aqui na Vangardi nossa equipe de consultores pode te auxiliar a escolher melhor onde alocar seus recursos e potencializar os ganhos de forma a alcançar os objetivos traçados.

Diversifique sua carteira de investimentos

Essa lição aprendemos desde crianças, nos contos infantis: não se pode colocar todos os ovos em uma única cesta. Assim, a diversificação da sua carteira de investimentos é de suma importância na hora de criar o seu plano de investimento.

Os investidores experientes sabem que uma das formas mais estratégicas para potencializar os ganhos ao mesmo tempo em que se diminui os riscos é por meio de uma carteira de investimentos diversificada.

Há vários modelos de aplicações para os mais variados estilos e objetivos de investidores. Principalmente no que diz respeito à rentabilidade e aos riscos, a opção por diversificar as aplicações diminui os riscos de perda se comparados aos riscos de investir em apenas uma aplicação.

Crie metas e tenha um cronograma

O desejo sem um plano para ser alcançado e sem metas claras, com data determinada, não passa de uma mera fantasia. Pensando na elaboração de um plano de investimentos, observe a sua meta  e crie uma estimativa clara de quanto o seu dinheiro precisa render e em quanto tempo você conseguirá alcançar essas metas: seja em curto, médio ou longo prazo.

Com esse trabalho, será possível elaborar um cronograma para os seus investimentos, baseado nos objetivos.

Mantenha uma avaliação constante

O plano de investimento não é um documento absoluto e imutável. Pelo contrário, ele deve ser constante revisitado, para que seja avaliado de acordo com os resultados obtidos até o momento e também de acordo com o cenário econômico e de acordo com as finanças pessoais.

Se necessário for, o plano de investimento pode ser ajustado para se adequar ao seu perfil e suas metas. Lembre-se: investir é um processo e se tornar um investidor experiente demanda tempo, estudo e dedicação.

Conclusão

plano investimento computador

Na hora de montar um plano de investimento é imprescindível que você coloque no papel quais são os seus objetivos e metas, além de avaliar com clareza qual a quantia disponível para investir sem prejudicar o seu orçamento.

Acertar esses detalhes é o passo chave para que o investimento de longo prazo possa ser mantido sem inviabilizar outras áreas da sua vida e sem que seja necessário retirar o investimento de forma precoce.

Como agora que você já compreendeu a importância do plano de investimentos e já sabe o caminho para montar o seu, aproveite para conferir nossos outros artigos sobre o assunto e nossas opções de investimento.

A Vangardi é uma plataforma de crowdfunding de investimentos com diversos projetos para investimento. Navegando pelo nosso site você poderá conhecer os projetos em detalhes e, se restar alguma dúvida, pode também pedir a ajuda de um de nossos consultores.

Aqui na Vangardi contamos com um time de especialistas para te atender e tirar todas as suas dúvidas. Entre em contato conosco

Rolar para o topo