5 vantagens de começar a investir cedo

Investir cedo é uma estratégia que tem tudo a ver com a sua saúde e prosperidade financeira. Quanto antes você começar a pensar em caminhos para valorizar o seu dinheiro, melhor será para seus planos, objetivos e, claro, futuro. Afinal, a sua aposentadoria, por exemplo, tem tudo a ver com seus investimentos de hoje.

É certo que não estamos falando aqui somente sobre a época de se aposentar e, sim, das metas de vida como um todo.

Isso pode incluir, por exemplo, quitar dívidas com a faculdade (ou seus pais), viajar no fim do ano, comprar uma casa, comprar um carro, fazer uma pós no exterior, entre muitos outros objetivos.

E, seja qual forem eles, é essencial começar a investir cedo, o quanto antes.

Há quem deixe de investir por não ter uma quantia considerável para poder aplicar de uma só vez. Mas, na verdade, esse é um dos mitos sobre investimentos, pois as aplicações não se resumem a capitais iniciais exorbitantes. Você pode poupar agora e começar com pouco!

Em outras palavras, para começar, não é preciso ter muito no bolso, apenas organização e planejamento!

Veja também: Como investir apenas R$ 1.000,00 e obter até 15% ao ano no mercado imobiliário

E isso significa que precisamos ter clareza com relação aos nossos ganhos e gastos, bem como nossos planos de curto, médio e longo prazos.

5 vantagens de investir cedo

Investir cedo significa começar prontamente a fazer com que os juros sobre juros trabalhem ao longo de um período e, assim, proporcionem ganhos a você.

Isto é, quando você investe, o seu dinheiro vai se multiplicando, não fica parado. E a passagem do tempo é um dos maiores aliados desse raciocínio.

É claro que existem diversas modalidades de investimentos, com rendimentos diferentes e particularidades próprias, mas a lógica tem suas semelhanças.

Por isso, você precisa conhecer as vantagens de embarcar no mundo dos investimentos, o mais cedo possível! Veja a seguir cinco delas!

1. Independência financeira

É muito comum uma pessoa começar a investir cedo por desejar ter independência financeira, ou seja, o próprio controle das finanças.

Pode ser, por exemplo, o jovem que começa a trabalhar na faculdade – ou antes mesmo que isso –, já pensando em sair da casa dos pais, ter o próprio carro e ser “dono do próprio nariz”.

Quem consegue começar a poupar logo, com esse plano de passar a assumir os próprios gastos em algum momento, tem mais tranquilidade para fazer essa hora chegar.

2. Atingir objetivos e sonhos

Você tem planos de fazer uma pós-graduação, pensa em tirar um ano para viajar, presentear seus pais com férias em família ou, quem sabe, comprar uma casa na praia algum dia?

Bom, pode ser que você não queira nenhum dos itens dessa lista, mas certamente tem seus próprios objetivos e sonhos, não é mesmo?

E, quer você queira ou não, suas metas custam dinheiro. Eventualmente, se você investir cedo, terá mais chances de alcançar aquilo que deseja o quanto antes.

Uma curiosidade sobre isso é que, quando você perceber que está alcançando a tão necessária quantia para concretizar um sonho, sentirá ainda mais vontade de continuar com esse e novos investimentos

3. Ampliar seu patrimônio

Esse ponto pode ter grande relação com a sua qualidade de vida, principalmente no futuro.

Afinal, quem investe cedo, tem chances de conquistar um patrimônio maior. Em outras palavras, o início da valorização do seu dinheiro influencia no proveito que você vai tirar disso ao longo do tempo.

4. Aposentadoria mais cedo

Naturalmente, a aposentadoria tinha que ser o ponto a ser falado agora, pois o seu patrimônio tem tudo a ver com a possibilidade de você se aposentar mais cedo.

Parar de trabalhar para curtir a vida, ou mesmo para se dedicar a novos projetos, é uma possibilidade real para quem começa a investir o quanto antes, uma vez que existem inúmeras modalidades de investimento e possibilidades que permitem rendimentos consideráveis ao longo dos anos.

5. Aprendizado financeiro

Uma das maiores vantagens de começar seus investimentos o quanto antes é justamente o aprendizado para lidar com o dinheiro e, ainda, compreender a dinâmica do mercado. Para investir, você precisa ter controle dos seus gastos e saber da importância de “poupar para ganhar”.

Esse é o primeiro passo para a sua saúde financeira ao longo dos anos e, consequentemente, sua prevenção de dívidas e dos “perrengues” futuros.

Como começar a investir

Agora que você já sabe de algumas das vantagens de investir cedo, é hora de aprender a fazer isso o quanto antes. Vamos listar abaixo um passo a passo que vai te ajudar nesse processo! Confira!

Informe-se sobre o mercado

Buscar conhecimento sobre o mercado financeiro e as modalidades de investimento é essencial para aplicar o seu dinheiro o quanto antes.

E você não precisa, necessariamente, fazer curso em finanças. Afinal, basta acompanhar autoridades no assunto, espalhadas internet afora e nos outros meios de comunicação.

Este blog mesmo da Vangardi pode ser seu grande aliado para entender sobre aplicações financeiras, taxa selic, inflação, diversificação de carteira, entre muitos outros assuntos.

Além do mais, existem diversos canais para seguir no Instagram e no YouTube, como:

Entenda seu perfil de investidor

Essa é a parte do autoconhecimento para começar seus investimentos. Geralmente, o perfil de investidor pode ser classificado como “conservador, moderado e arrojado”, sendo o primeiro aquele que não quer perder um tostão, e o último é do tipo que aceita correr maiores riscos, em nome de ganhos mais satisfatórios.

Existem diversas modalidades, tanto de renda fixa quanto variável, mas é importante ressaltar que não existe o perfil certo e, sim, aquele que condiz com você, com os seus objetivos. Isto é, não faz sentido assumir uma postura agressiva de investimentos se você vai ficar preocupado.

É por isso que quem começa a investir cedo consegue ter maior clareza sobre a hora de arriscar para ganhar mais, assim como a hora de recuar.

Comece, apenas, comece

Para investir cedo não há segredos mirabolantes. As crianças aprendem logo, logo para o que serve um cofrinho de porquinho, não é mesmo?

A vida adulta é mais complexa, claro. Mas, correndo atrás de informação e domínio das próprias finanças, é possível começar a poupar uma pequena quantia por mês, o quanto antes. Um pouco é menor que nada e, assim, o investimento torna-se hábito com o passar do tempo.

Uma orientação importante dos especialistas em finanças é montar uma planilha com seus rendimentos e gastos semanais, mensais e anuais, para te ajudar nessa organização. Isso ajuda a compreender aquilo que é realmente necessário ou que poderia ser alterado no seu dia a dia – como levar comida de casa, em vez de almoçar na rua diariamente.

Lembre-se de diversificar

O quanto antes você começar a investir, mais cedo poderá diversificar seus investimentos e aproveitar os benefícios de modalidades diferentes.

À medida que você for entendendo como o mercado funciona e suas variáveis, terá mais segurança com relação ao seu perfil de investidor, além de mais confiança para encontrar outras aplicações e, claro, ganhos ainda mais satisfatórios.

É como falamos antes, apenas comece. Assim, logo você verá que valeu a pena investir cedo! E uma boa opção para quem quer iniciar investimentos com quantias menores, e de forma simples, é o investimento coletivo.

Você pode saber mais sobre como fazer isso, clicando aqui.

Rolar para o topo